terça-feira, 10 de outubro de 2017

Homem nu,escatologia, vanguardia, ditadura, censura, ideologia de gênero etc

   Naquele canal feminista (que já não consigo assistir nem dizer o nome), porque cansei da propaganda  insistente e chata da ideologia de gênero martelando no ouvido a cada episódio de cada programa e com aquelas mulheres cansativas , repetitivas falando de empoderamentos  femininos, quando não seja uma propaganda qualquer  repetindo essa cantinela , colocaram Marcelo Tas e Cia dizendo que o caso das artes, do homem nu, etc, está sendo usado pela política como cortina de fumaça pra desviar dos verdadeiros problemas do Brasil. Ao mesmo tempo em que escolheram a dedo uma cena notavelmente ridícula de Crivela (que nem precisa disso...rs) dizendo que não ia aceitar essa exposição no Rio de Janeiro. Enquanto isso, é claro, eles enfiam goela abaixo uma propaganda curiosa feita pelos  artistas, cheirando bastante à hipocrisia ,pedindo para o povo não aceitar a censura.
   Isso merece um olhar mais detalhado.
   Se por um lado, a rede globo percebeu que o povo não vai engolir tão fácil assim suas ideologias , como o banco Santander, teve que voltar atrás, eles  também assopraram a ferida. É lógico, eles não vão se arriscar a perder a audiência do povo, esse mesmo povo  que os assiste e a quem eles chamam  sem peias,  de:  “convencionais”, “conservadores”, “mal preparados” etc. Eita, discursinho gasto!
    Tiveram até a cara de pau de chamar um cientista político, usando um argumento de autoridade, um senhor qualquer que só falou obviedades para definir o que era conservadorismo, reacionarismo etc. O método é o seguinte:  ver se rotulando as pessoas com esses palavrões elas sentem “vergonha” de não serem  as descoladas  que a mídia prega e viram as “progressistas” a favor de todo o lixo que eles querem vender. Uma maneira nada sutil de virar o jogo...
    Como a Dona Regina, essa inusitada personagem,  entrou no asfalto como a criança de “A roupa nova do Rei” de Andersen e declarou: “...Mas era uma criança” , e calou a boca deles, prepara que agora vem chumbo. 


Dona Regina: metáfora do "Rei nu"


     Sob o nome maior de Fernanda Montenegro, os artistas que são a favor da exposição, do homem pelado, da rede globo, da lei Rouanet  já fizeram uma campanha. Mais parece uma propaganda política. E é isso mesmo. A propaganda com Caetano, Fernanda Montenegro e outros atores contratados da globo e a serviço dela,  falando tão compenetradamente  e apelando para que o povo não aceite a censura. Que lindo! Mas é um pouco tarde agora, não é mesmo(?), pra falar de censura. Pensassem antes de jogar aquela merda em cima do povo e ainda usar dinheiro público... Também concordo que arte não deva sofrer censura.  Mas, onde, naquele caso, estava a arte? Deixa eu pensar...
    Para os conceitos já nem diria modernos, nem diria  vanguardistas  da arte via Duchamp, era arte. Até porque a vanguarda está morta e o que essa arte faz é velho pra chamar de vanguarda(homem nu expondo o pênis pra uma criança manipular, se quiser ?) .  Ah, isso não tem nada de mais...rs Essas coisas são tão velhas, que , excetuando a nudez,  poderia ser uma aula de teatro da CAL nos anos noventa. E, além de tudo, povinho, vocês não leram “Lolita” e não gostaram? Pois é.
    Voltando à discussão, eu diria que a rigor, arte tem direito à escatologia e até ao mau gosto, à falta de caráter, à indecência, ao descaramento, ao cinismo, ao chocante, ao vazio, ao pensamento inútil, ao nada, ao deserto, ao ponto, a poeira, ao pó.. E  a tudo que se possa imaginar de aversivo, subversivo e muitos ivos. A arte tem direito a tudo, nesse território aiaiai, meu senhor, ninguém pisa. Ah, então , sim, é censura.
   Não adianta a direita espernear. É censura, sim. Deixa a criança viada em paz, por favor...Silêncio!Que a esquerda brasileira vomite todo o seu excremento sobre a humanidade, eles tem todo o direito, sim...
    É arte para esse conceito de arte, que se inventou dentro da academia, dentro de certos círculos  que a aceitaram assim , ad infinitum, que nunca a reviram, que nunca repensaram e que insistem em fazer sobreviver.(Ler Affonso Romano de Sant´Anna é uma boa para quem não se convence sobre essa discussão sobre a arte …)

Vanguardia: Cocô gigante


   Eles vão continuar vendendo e expondo porque eles têm o amparo de curadores, de esquizofrênicos, de empresários, de bancos mercenários, de artistas dispostos a lançar suas neuras no mundo, de jornalistas inescrupulosos, de dinheiro público, de político estrategista, de rede mentirosa de televisão, de propaganda ensaiada e pronta a chamar de “nazistas” e “reacionários”  aqueles que não a apreciam etc . É arte, portanto, do tipo que é puro mercado. Esvaziada de sentido, ou melhor, prenhe de ideologia, e esvaziada de sentido estético. De extreeeeemo mau gosto, é horrorosa e não agrada a ninguém.
    Quem quer ver uma tela com um desenho esdrúxulo, onde se lê: “criança viada”..???
    Really? Eu acho que posso viver sem isso. Acho que a humanidade inteira consegue!!!
    Nada contra uma pessoa achar que deve jogar sua bosta, sua merda, no mundo,  e chamar isso de arte! Que seja! Porém que não se exija que sua neura seja admirada e vista como o bem supremo da humanidade e, pior, que quem não a admire seja considerado retrógrado...
    Vomite, pinte, seja o pior artista bizarro e escatológico do mundo, mas deixe que as pessoas o admirem ou não, deixe que elas decidam se querem aquilo ou não. E não as chame de nazistas ou fascistas, se elas não apreciarem.
    Alguns impulsos doentios dessa gente, que num extremo ato de “vanguardia” tem sanhas de escrever na parede: “COCÔ, eu COMO e eu gosto!!!” e espera que o povo aprecie isso....rs. Que cria, por exemplo,  uma exposição com os absorventes utilizados durante a menstruação...eccca! Mas, você não entendeu , povinho? É lógico que você dormiu no ponto...

Marcha das Vadias: em nome da  liberdade de expressão

    Mas a discussão não acaba por aí: a direita afirma que esse lixo cultural que vem sendo continuamente jogado sobre a sociedade faz parte de uma agenda globalista , orquestrada com a intenção de aniquilar por dentro  a sociedade pra que uns poucos se mantenham no poder, tendo o povo como massa de manobra. Parece uma teoria da conspiração, mas tem sentido quando você pensa em todo o esforço que a família Globo faz pra defender a cultura do lixo. Quem manda nesse país afinal? Nas consciências? Quem domina a consciência do povo tem tudo. É um fato.
    E já tem gente como Luis Rufato que eu amo de paixão, dizendo que a MBL é uma versão do “Marcha da família a favor de Deus e da liberdade” que nos fez afundar no obscurantismo militar...
    O obscurantismo militar foi causado, pra quem não sabe, pelo medo do comunismo que perpassava o Brasil, de que isso aqui virasse uma Cuba, coisa que assustava o povo americanizado e cioso de sua suposta liberdade (que acabou perdendo).
    E, adivinhem? Agora também, como em 64, o povo está ficando assustado e com medo dessa esquerda maluca e “neuropsicopata”, que está  pervertendo  sim,  criancinhas. ( Qualquer psicólogo de bosta sabe que não é bacana uma criança de quatro anos “brincar” com um homem pelado. ). É engraçado que nenhum artista preocupado com a censura, se preocupou com a criança...
    Não é como em 64 quando se dizia que a direita brasileira inventava que os “comunistas comiam criancinhas” . O papo agora é sério. Não é mais história pra boi dormir.  E, se ninguém viu até hoje um comunista comendo uma criancinha inteira, todo mundo agora viu a criança pegando no estranho homem nu...
     Daí existe o "remédio" que o povo vai enxergar, podem ter certeza. E isso sim, é que nos pode levar ao obscurantismo bolsonorista -  o medo da esquerda e suas ideologias psicopatas e não o MBL. O MBL é a consequência. E se, estamos nesse impassse....ah, raciocinem...
    Eu tenho medo de Bolsonaro, esse homem “ obscurantista” (pra usar um termo amado pela esquerda),  mas também odeio essa patrulha venenosa, asquerosa e ladra das consciências que trama o tempo todo e manipula com  uma ideologia tosca, de mau gosto da esquerda brasileira dos últimos tempos... Invoco Zélia Gatai: Anarquista, graças a Deus...rs. E também Cazuza, “ideologia , eu quero uma pra viver”...

Cazuza: "Ideologia, eu quero uma... "

     Principalmente a esquerda tem se mostrado manipuladora, e voraz  quando deixa passar coisas que a sociedade não quer , não se identifica e não é como eles dizem “não está pronta” pra esse mundo tão lindo que eles querem criar, onde “qualquer maneira de amor vale a pena”. É preciso ter respeito e cuidado com as pessoas. Não é o povo que não está pronto. É a ideologia e a moral fuleira e escrota que eles estão criando que enojou o povo. A política do vale tudo. Do deixa passar.  Olha o laissez-faire aí , gente.. Ué, mas o liberal, não era o capitalista? O porco capitalista? Mas, o porco só é capitalista, se não for o porco deles, se for o porco deles, é o papai dos porquinhos...rs
     E, imaginem, se passarmos de novo por uma ditadura? Quem vai pagar o preço? Nós, o povinho, no meu caso aqui, uma anarquista fuleira de baixo calibre, de quinta categoria, que nem vota há anos  e que já teve um pai preso e destruído psicologicamente pela ditadura...
    Uma ditadura militar? Isso seria realmente trágico! Mas é bom a esquerda pensar em até que ponto está sendo responsável por essa resposta do povo que eles chamam de reacionária, e no quanto ela trabalhou por isso, jogando esse lixo, continuamente  sobre o Brasil, dia e noite com ideologias fuleiras e mega esculachadas, de baixo nível moral em todos os sentidos.  E não adianta vir depois chorar pitangas clamando pela falta de censura...


Nenhum comentário:

Postar um comentário