quinta-feira, 25 de junho de 2015

Que marrrrravilha: Uma metáfora de "Dom Quixote"

Da série Sabor & Humor




Claude Troigros é uma unanimidade. O chef francês que ganhou o Brasil e tem alma de brasileiro, é, literalmente, uma marrrrrravilha de pessoa. Um fofo!

Seu programa “Que marrravilha”, que finalizou a edição  “Chato pra comer”  e vai agora para o “Chefinhos”, é campeão e mostra toda a habilidade e criatividade e também as dificuldades (o que ninguém fala) de ser um chef que inventa a cada dia. E que tarefa!!!

Eu admiro muito o espírito quixotesco do chef que se aventura a cozinhar pra chatos (na maior parte das vezes, loucos  mimadinhos que não tomaram porrada suficiente na infância...rs) que catam cebola e passinha no prato, que nunca provaram um tomate, uma galinha ou um pedaço de batata doce...me poupe!


Aliás, a metáfora do programa,  o Dom Quixote, foi muito bem bolada. Mais bem bolada do que muitos filmes e minisséries que precisam aprender a fazer roteiros em programas de culinária. rsrs.  Batista é Sancho Pança, o fiel escudeiro, que cumpre à risca e com um toque de humor o seu papel. Ele provoca Dom Quixote, o Claude, com perguntas que soam pessimistas, como:

 - Mas esse chato come abobrinha, Chef?

 Dom Quixote se revolta:

- Eu não quero saber se ele come ou não come, chato não come nada, Batista...

- É, Chef, acho que você tá se arriscando...

E vai Dom Quixote esconder a abobrinha num delicioso molho de algo que pareça outra coisa. A mágica, o milagre da fantasia.

Comida é fantasia!

E, de outra:

- ...mas, Chef, esse chato já comeu lula?

Quixote fica nervoso:

- Batista, ele não gosta porque ele nunca provou.  Chato não prova nada!!

Às vezes, Dom Quixote perde a fé e fica inseguro:

- Você acha, Batista, que isso parece dobradinha?

Sancho Pança amolece:

- Parece, Chef, parece. Ele nem vai perceber que é lula. Tá muito gostoso!

Dom Quixote retoma a fantasia, o sonho:

- É mesmo, tá muito gostoso. Se ele não gostar disso, ele é um louco!

E Clayton, bem, Clayton é o que é: o maitre que zomba de Dom Quixote e Sancho com sua cara sonsa, cínica, irônica. Ele tem sempre o ar de quem vai trazer uma péssima notícia e fazer explodir uma bomba, enquanto abre a porta e diz: “ Sejam bem-vindos” e serve um vinho com cara de quem põe veneno num copo (ele é a própria madrasta da Branca de Neve em forma masculina); ou diz:  “Está tudo bem, chef” com cara de quem diz: "Você vai se ferrar, hoje, chef, aquelas pessoas não vão comer isto!”.

Que posso dizer?  Os três juntos são cômicos sensacionais!!!






A produção e o roteirista do programa são excelentes e, Claude Troigrois, nem precisa provar a comida, só de ver, já se sabe: ela é mágica!

Que marrrrrrravilha!


PS- Os diálogos aqui foram recriados livremente, com base em episódios aleatórios do programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário