sábado, 7 de dezembro de 2013

E o abacaxi custa R$ 50,00

 Já é definitivamente esquisito comprar frutas em barraquinhas de rua, onde a poeira e a poluição estão por todo o lugar, mas além disso, ainda há a esperteza extra do ambulante, portanto tome cuidado. Observe muito bem o jogo de mãos ao passar uma nota pra um desses espertos. Eles têm mãos leves como de mágicos...

Eu tinha uma nota novinha em folha recém-tirada do banco de  R$ 50,00. Ao comprar o abacaxi (dois por R$10,00, definitivamente caros), a ambulante , uma velhinha muito da esperta , me passou o troco e, eu já ia guardando na bolsa, quando ela me fez conferir, sei lá por que, com um argumento inocente e aparentemente honesto: “Está certo , não está?”. Óbvio que estava, eram 4 notas de 10,00, por que não estaria? Mas a pergunta dela,  fez não sei por que , eu parar um instante pra  conferir devagar as notas,  enquanto ela , maliciosamente, mexendo em um bolo de notas, me veio com essa:

 “Ah, a senhora me passou uma nota rasgada”.
“Impossível, acabei de pegar no banco, novinha em folha.”
“Mas eu não passo uma nota assim...”
E me mostrou a cola com durex, mal colados:
“Eu não aceito nota assim!”
“Eu menos ainda...nem vou levar mais o abacaxi!”
“Mas eu não devolvo o dinheiro porque essa nota não é minha”.
“Muito menos minha.”

E o abacaxi olhando apetitoso. E o sol queimando a minha pele e o suor descendo num dia de calor infernal e pedindo pelo abacaxi na minha geladeira.



E ela lá, duríssima, desonestíssima  e ainda  fazendo cena na rua com os vizinhos passando e olhando. De repente me vi dentro  de uma cena de “Porta dos Fundos”com vontade de atirar o abacaxi na cara dela, ou derrubar a barraquinha ou as duas coisas...mas apenas falei racionalmente:

“A senhora acabou de perder uma cliente.”

Ela gritou, escandalosa, atraindo mais ainda a atenção de uma outra pessoa que se aproximava:

“Não me faz falta nenhuma!!!”

Olhei, revoltada, para o desplante da horrorosa. Queria eu nessa hora ser uma “barraqueira” e  berrar como ela, escandalosa: , “olha aqui, pessoal,  essa louca, só ta vendendo abacaxi caro e passando nota rasgada, cuidado com ela”. Mas respirei fundo e falei educada:

- Que paradoxo! A senhora vende abacaxis, mas não faz falta vendê-los, ótimo, então. Pelo visto é só uma diversão pra enganar incautos...

E saí andando com os olhos da rua inteira me olhando com pena.Pior pra ela que colocou essa barraca por aqui há um mês: da farmácia ao mercado e a todos os restaurantes, todo mundo me conhece há anos  e sabe que eu sou cliente fiel de onde decido comprar e não passo nota colada nem aqui nem na China. Era só o que me faltava!! 

Sou infantil às vezes e voltei pra casa com a firme resolução de não mais deixar ninguém comprar abacaxi com ela entre todos os meus conhecidos da rua.Nunca mais compro frutas de ambulantes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário